Morgan Freeman transforma sua fazenda de 1 milhão de m² em santuário para salvar as abelhas

O premiado ator, produtor, narrador e diretor de cinema, Morgan Freeman, de 81 anos, é uma das figuras mais carismáticas e respeitadas de Hollywood. No entanto, ele está deixando aos poucos os palcos e filmagens, dando lugar a um novo hobby: apicultura.

A criação de abelhas contribui para a polinização das flores e, por consequência, na abundância de alimentos que temos em nossas casas. Por isso, é contraditório pensar que o próprio homem e suas ações danosas ao meio ambiente estão fazendo os mais importantes insetos polinizadores do planeta desaparecerem.

Felizmente, há uma contracultura: pessoas do mundo todo estão se mobilizando para ajudar esses pequenos insetos, seja cultivando em casa plantas e flores que as abelhas apreciam, seja se organizando politicamente com petições e passeatas que pressionam as autoridades a endurecer a legislação de pesticidas, conclamando os governos a adotarem medidas de proteção e valorização da importância desses animais.

Nesse contexto, Morgan Freeman virou notícia recentemente por anunciar que converteria sua fazenda de 124 acres (aproximadamente 51 hectares, ou 1 milhão de m²) no estado do Mississípi (EUA) em um grande santuário de preservação para abelhas silvestres.

O santuário será preenchido com dezenas de milhares de flores e plantas que as abelhas adoram – de árvores frutíferas à magnólias e lavandas, todas em absoluta abundância.

Share Tweet Share Pin it Share Stumble Email
HomeanimaisMorgan Freeman transforma sua fazenda de 1 milhão de m² em santuário para salvar as abelhas
Morgan Freeman transforma sua fazenda de 1 milhão de m² em santuário para salvar as abelhas
O premiado ator, produtor, narrador e diretor de cinema, Morgan Freeman, de 81 anos, é uma das figuras mais carismáticas e respeitadas de Hollywood. No entanto, ele está deixando aos poucos os palcos e filmagens, dando lugar a um novo hobby: apicultura.

A criação de abelhas contribui para a polinização das flores e, por consequência, na abundância de alimentos que temos em nossas casas. Por isso, é contraditório pensar que o próprio homem e suas ações danosas ao meio ambiente estão fazendo os mais importantes insetos polinizadores do planeta desaparecerem.

Felizmente, há uma contracultura: pessoas do mundo todo estão se mobilizando para ajudar esses pequenos insetos, seja cultivando em casa plantas e flores que as abelhas apreciam, seja se organizando politicamente com petições e passeatas que pressionam as autoridades a endurecer a legislação de pesticidas, conclamando os governos a adotarem medidas de proteção e valorização da importância desses animais.

Nesse contexto, Morgan Freeman virou notícia recentemente por anunciar que converteria sua fazenda de 124 acres (aproximadamente 51 hectares, ou 1 milhão de m²) no estado do Mississípi (EUA) em um grande santuário de preservação para abelhas silvestres.

O santuário será preenchido com dezenas de milhares de flores e plantas que as abelhas adoram – de árvores frutíferas à magnólias e lavandas, todas em absoluta abundância.

Freeman tem se empenhado na causa por entender a importância desses insetos para o ecossistema global. Em 2014, numa entrevista ao programa The Tonight Show, de Jimmy Fallon, o ator defendeu sua atividade voltada à criação de abelhas:

Ele disse a Fallon que não precisa utilizar proteção apicultora para cuidar de suas preciosas polinizadoras. No Santuário, há incontáveis plantas apícolas, ideais para as abelhas, e não se utiliza pesticidas, tampouco engenharia genética. Tudo ali é 100% natural.

Ao final da entrevista, Morgan contou o que motivou ele a criar e cuidar das abelhas em sua fazenda, além do seu ativismo na defesa delas. “Há um esforço enorme para salvar o que resta da população de abelhas… Nós não percebemos que elas são o fundamento, penso eu, do crescimento do planeta e da vegetação”.

Com essa iniciativa individual, Morgan Freeman têm inspirado pessoas de diversos lugares a fazerem o mesmo.

O Santuário de Abelhas acabou se tornando um símbolo político de ação contra a morte em massa de abelhas, provocadas por fatores que ameaçam sua subsistência – como o uso de pesticidas e fungicidas em plantações que contaminam o pólen que elas coletam para alimentar a colmeia.

Share Tweet Share Pin it Share Stumble Email
HomeanimaisMorgan Freeman transforma sua fazenda de 1 milhão de m² em santuário para salvar as abelhas
Morgan Freeman transforma sua fazenda de 1 milhão de m² em santuário para salvar as abelhas
O premiado ator, produtor, narrador e diretor de cinema, Morgan Freeman, de 81 anos, é uma das figuras mais carismáticas e respeitadas de Hollywood. No entanto, ele está deixando aos poucos os palcos e filmagens, dando lugar a um novo hobby: apicultura.

A criação de abelhas contribui para a polinização das flores e, por consequência, na abundância de alimentos que temos em nossas casas. Por isso, é contraditório pensar que o próprio homem e suas ações danosas ao meio ambiente estão fazendo os mais importantes insetos polinizadores do planeta desaparecerem.

Felizmente, há uma contracultura: pessoas do mundo todo estão se mobilizando para ajudar esses pequenos insetos, seja cultivando em casa plantas e flores que as abelhas apreciam, seja se organizando politicamente com petições e passeatas que pressionam as autoridades a endurecer a legislação de pesticidas, conclamando os governos a adotarem medidas de proteção e valorização da importância desses animais.

Nesse contexto, Morgan Freeman virou notícia recentemente por anunciar que converteria sua fazenda de 124 acres (aproximadamente 51 hectares, ou 1 milhão de m²) no estado do Mississípi (EUA) em um grande santuário de preservação para abelhas silvestres.

O santuário será preenchido com dezenas de milhares de flores e plantas que as abelhas adoram – de árvores frutíferas à magnólias e lavandas, todas em absoluta abundância.

Freeman tem se empenhado na causa por entender a importância desses insetos para o ecossistema global. Em 2014, numa entrevista ao programa The Tonight Show, de Jimmy Fallon, o ator defendeu sua atividade voltada à criação de abelhas:

Ele disse a Fallon que não precisa utilizar proteção apicultora para cuidar de suas preciosas polinizadoras. No Santuário, há incontáveis plantas apícolas, ideais para as abelhas, e não se utiliza pesticidas, tampouco engenharia genética. Tudo ali é 100% natural.

Ao final da entrevista, Morgan contou o que motivou ele a criar e cuidar das abelhas em sua fazenda, além do seu ativismo na defesa delas. “Há um esforço enorme para salvar o que resta da população de abelhas… Nós não percebemos que elas são o fundamento, penso eu, do crescimento do planeta e da vegetação”.

Com essa iniciativa individual, Morgan Freeman têm inspirado pessoas de diversos lugares a fazerem o mesmo.

O Santuário de Abelhas acabou se tornando um símbolo político de ação contra a morte em massa de abelhas, provocadas por fatores que ameaçam sua subsistência – como o uso de pesticidas e fungicidas em plantações que contaminam o pólen que elas coletam para alimentar a colmeia.

Este episódio mostra que todos nós podemos, à nossa maneira, contribuir para evitar a diminuição do número de abelhas e valorizar sua importância frente ao ecossistema global, reconhecendo que elas são vitais para termos nossos alimentos preferidos sobre a mesa.

Trocando em miúdos, preservar as abelhas é nada mais, nada menos do que contribuir para manutenção da vida como um todo em nosso planeta!

 

Xem thêm